GreenFest e a Retoma Sustentável no Pós Pandemia


1 min de leitura

Quando lançámos o GreenFest 2020, escolhemos como tema central “A urgência da descarbonização da economia”. Na altura, assumia-se como de enorme pertinência, mantendo-se naturalmente ativo. 

Entretanto, vimo-nos assolados por uma epidemia global que, além das consequências sanitárias, acarreta uma enorme crise económica e social. 

É certo que, em poucas semanas, o ambiente do planeta, nomeadamente o ar que respiramos, melhorou imenso. Uma consequência direta da paragem abrupta da economia e da redução da sua "pegada ecológica". 

Nunca é demais lembrar que o ar poluído é responsável por milhões de mortes anuais em todo o mundo. 

No pós-pandemia, o grande desafio civilizacional prende-se com a capacidade de recomeçar. Mas não recomeçar de qualquer forma ou regressando aos anteriores padrões. Sim, antes, redesenhando um modelo de desenvolvimento e prosperidade sustentáveis. Em todas as áreas: económica, social e ambiental. 

É uma grande oportunidade para renascermos das cinzas e reinventarmo-nos, garantindo maior harmonia na relação entre o Homem e a Natureza.

É a possibilidade de um “Renascimento” no século XXI, consagrando princípios de um maior humanismo, espiritualidade e filosofia da natureza, aliadas ao conhecimento e à ciência. 

No Renascimento do século XV, Portugal protagonizou os "Descobrimentos”, iniciando a era da globalização. Agora, somos impelidos a “descobrir” um novo modelo de desenvolvimento e prosperidade. 

Estamos confiantes que o saberemos fazer num ambiente de solidariedade intergeracional e com imensa resiliência.

Posto isto, o tema central do GreenFest 2020 será a Retoma Sustentável no Pós Pandemia.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.